E-mail marketing pode auxiliar venda de imóveis. Saiba como!

Uma das ferramentas que um corretor de imóveis deve dominar e que pode auxiliar a venda de imóveis, é o e-mail marketing. Esse sistema permanece firme diante de tantas plataformas que mudam ano após ano, além de algumas que até saíram da credibilidade virtual. Com esse ativo influente, é possível atingir a maior parte de seus clientes, já que muitas pessoas abrem o e-mail diariamente para conferir a caixa de entrada e o recebimento de novas mensagens.

O marketing digital vem se tornando muito presente no mercado imobiliário. Estudos como o realizado pelo Google Brasil aponta que 56% do processo de decisão de compra de um imóvel acontece em ambientes virtuais. Pensando nisso, separamos algumas dicas para que você entenda como evitar desgastes com e-mails durante o processo de busca pelos clientes.

Como usar o e-mail marketing

Envio aos clientes

O direcionamento do envio do e-mail marketing pesa bastante nas métricas de resultados dessa ferramenta. Os conteúdos certos devem ser enviados para as pessoas certas, ou seja, aquelas que têm real interesse no que está recebendo por e-mail e que são clientes segmentados para comprar imóveis à venda.

Por isso, não adianta nada enviar informações de negócio para quem não tem interesse em trocar de imóvel, por exemplo. O filtro que será aplicado para atingir o público-alvo é tão importante quanto a qualidade do conteúdo.

Conteúdo

Uma outra parte importante para conseguir criar e manter um bom relacionamento online com os clientes é a produção de conteúdo relevante. O valor das informações disponíveis nos textos deve ser clara e concisa, de modo que o cliente tenha vontade de se inscrever na newsletter e acompanhar os posts que são atualizados no site da imobiliária.

Ter conteúdo no blog é uma maneira de aumentar ainda mais a sua lista de contatos, levando informações relevantes sobre o mercado para pessoas que, posteriormente, vão ter maior confiança em comprar com você. O conteúdo também pode ser aproveitado nos e-mails.

Preste atenção na ortografia e utilize softwares como o Microsoft Word para identificar erros assim. Lembre-se que, por menor que seja o erro, ele é um fator que pode contribuir com a falta de credibilidade que as pessoas te darão.

Imagens no blog

Mesmo que algumas imagens sejam capazes de passar algumas informações, só elas não são suficientes para contribuir no corpo de um e-mail marketing, ou seja, o texto, mesmo que curto, é parte essencial da mensagem. Alguns métodos podem ser usados, como, por exemplo:

  • Coloque links nas imagens para que as pessoas possam clicar e ser direcionadas para o post no blog.
  • Evite anexar imagens muito pesadas, pois assim elas podem demorar para carregar quando o e-mail for aberto.

Design de um e-mail marketing

A arte do e-mail deve falar o máximo de coisas que conseguir sobre o seu negócio. Dessa forma, as pessoas não terão tantas dúvidas sobre qual serviço é oferecido. Com relação à largura, é recomendado por profissionais do ramo que seja usado 550 pixels.

Quanto mais evitar arquivos que não sejam da linguagem HTML básica, como vídeos, anexos e outros, melhor. Caso seja realmente necessário, use arquivos de, no máximo, 50kb. Lembre-se que o cabeçalho do e-mail é uma parte importante, já que ajuda a atrair a atenção do cliente.

Como obter mais chances de resultado com e-mail marketing?

No momento de atingir diversos públicos, vale enviar materiais diferentes aos usuários, sempre mostrando sua exclusividade:

Newsletter: Mostre informações relevantes ou notícias que interessam o público desejado.

Leads: Envie um conteúdo para cada jornada de compra do cliente.

Promoções: Anuncie ofertas, mas não exagere. Tudo que é demais acaba cansando o internauta, principalmente coisas que chegam por e-mails. Isso pode acabar levando-o a se descadastrar da sua newsletter.

O e-mail marketing pode auxiliar o corretor de imóveis a criar um laço de confiança com seus clientes atuais e futuros, por isso, usar esse tipo de processo é algo válido hoje em dia, no mundo do marketing digital. Ficou alguma dúvida? Deixe um comentário para nós.

Você pode gostar disso